segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Resenha: Se enlouquecer não se apaixone

Postado por Renatta Estefhany às 20:27
Gênero: Comédia,Drama

Duração: 101 minutos

Diretor: Ryan Fleck,Anna Boden

Atores: Zach Galifianakis, Lauren Graham, Viola Davis, Emma Roberts, Jeremy Davies, Mary Birdsong, Zoë Kravitz, Cheryl Alessio, Aasif Mandvi, Keir Gilchrist, Jim Gaffigan


Sinopse:

Craig é um calouro do colegial, num programa talentoso, apaixonado pela namorada de seu melhor amigo. Quando toma consciência que é um potencial suicida, se interna na ala psiquiatria de um hospital, achando que eles o observarão, o ajudarão e mandá-lo de volta para casa em tempo de começar na escola no dia seguinte. No entanto, enquanto a ala juvenil é renovada, ele terá que ficar por uma semana na ala dos adultos e também com outros mais jovens. Bobby, um homem com uma filha jovem, mostra o lugar para ele. Craig então conhece Noelle, da mesma idade que ele. Enquanto tenta evitar que seus amigos descubram onde está, ele segue na terapia, canta e ajuda Bobby com sua entrevista. E isso será o que precisa encontrar?




Minha opinião:

A principal coisa que o filme me fez pensar é na adolescência em toda a pressão que é a escolha do nosso futuro, seremos o que somos ou o que nossos pais querem sejamos?! Seremos as expectativas deles ou os nossos sonhos?!

É um bom filme, engraçado, não muito romântico é um filme “bem jovem”,e que isto de certa forma o prejudica,tentei ver por outro ângulo mas ainda sim vi que não se tem muito a “retirar-se” dele.
Apesar disto é um filme que vale a pena ser visto até por não gira só em torno de Craig  -  o potencial suicida -, mas também de outros personagens como  A bela Noelle (Emma Roberts) que já tentou suicídio e se corta, e também Bobby (Zach, de “Se Beber, Não Case”)  que sofre com uma doença que lhe deixa incapaz de seguir em frente e ser o pai que a pequena filha que tem merecia ter um bom pai, no meio dessa estrutura meio desconexa e incomum, é que a história se encaixa e se desenvolve.Algumas coisas no filme ficam mau resolvidas,por exemplo a paixão de Craig pela namorada do seu amigo que desaparece .

A melhor parte do filme em minha opinião é que não é aquele final que tudo se resolve e a vida de craig se torna perfeita e ele exprime bem isto,mas claro que boa parte de seus problemas se resolvem.

0 comentários:

Postar um comentário

 

. Template by Ipietoon Blogger Template | Gift Idea